Lisboa basca

“El Laterio” é a mais recente atracção de Bilbau. Situado no bairro boémio desta cidade do país basco, este pequeno bar distingue-se pela sua oferta muito particular: sabores de Portugal e que vão das conservas ao vinho verde, passando por queijos e ginjinhas.

Lisboa está na moda por todas as razões e mais algumas, umas mais agradáveis do que outras. As ruas da cidade são percorridas diariamente por milhares de turistas que invadem ruas e ruelas, enchendo restaurantes e bares, esperando pacientemente pelos eléctricos e visitando lojas em buscas de produtos genuinamente típicos, uns mais genuínos do que outros. Há quem venha só picar o ponto, levando lembranças e souvenirs. E há quem regresse para rever locais e amigos, e respirar de novo o ar da cidade, levando mais a cada visita. Tensí Sanchez e Fernando Sanz inserem-se nesta última categoria. Publicistas e agitadores da vida social de Bilbau são presença frequente em Lisboa, cidade que trazem sempre consigo no coração. E foi com alma e coração que se propuseram levar um bocadinho de Portugal para a cidade onde habitam com os dois filhos. “Há muito que vínhamos alimentando esta ideia de abrir um espaço com a atmosfera típica de uma tasca portuguesa”, confidenciaram-nos numa das suas últimas visitas a Portugal, a poucos dias da concretização final do sonho de ambos e por entre reuniões com fornecedores e visitas a lojas onde procuraram alguns dos elementos que marcam agora a decoração deste espaço.

“El Laterio”, assim se chama o bar situado no bairro antigo e boémio de Bilbau, é o nome desse sonho tornado realidade, e que está a atrair um número crescente de clientes em busca de novos sabores, numa cidade cada vez mais concorrida e num país onde petiscar é desporto nacional. “Inspirámo-nos na ‘Sol e Pesca’ uma pequena loja/bar que serve apenas copos e conservas”, explicam Tensí e Fernando, os proprietários. A área deste pequeno bar não ultrapassa os 80m2 mas não é por isso que passa despercebido. Atraídos pela novidade são muitos os que deslocam agora Calle Aretxaga e a este bar com uma enorme sardinha de pano pendurada à porta. Gente que espreita, entra e experimenta ou repete alguns dos mais típicos sabores portugueses sobretudo sob a forma de conservas. Às anchovas, sardinhas, cavala e mexilhões em conserva juntam-se os queijos do Alentejo servidos aqui diariamente entre o entre o meio-dia e as 10 da noite. E a oferta não vai parar por aqui, já que a cada viagem a Lisboa surgem novas ideias de produtos.

Entrar no ‘El Laterío’, “é aceder a um bocadinho da capital portuguesa, mas sem sair do bairro mais boémio de Bilbau”, afirmam Tensí e Fenando. Para criar uma atmosfera em consonância com a oferta contaram com a colaboração do Estudio Lavela, responsável pelos interiores de alguns estabelecimentos de hotelaria da cidade. Mal entramos no bar somos recebidos por andorinhas que esvoaçam numa parede sobre bancos altos, enquanto na parede oposta um armário mostra um leque variado de latas de conservas com o seu design vintage, mesmo ao lado de um néon com a frase “Mar Português” alusão ao poema de Fernando Pessoa  reproduzido por baixo . Na rua, dois bancos rudimentares de madeira recebem os clientes, a lembrar o exterior de uma taberna de aldeia, ao lado da grande sardinha de pano  que indica que aqui há peixe e sabores portugueses, servidos por um casal de simpáticos espanhóis que deram forma aqui a um sonho antigo.

Carlos Tomé Sousa