Há piropos e piropos

Grupo de rapazes de Cádiz aproveita o Carnaval para cantar sobre piropos e dignidade da mulher.

É bom que compreendas que quando um murmúrio lhe é atirado durante a noite tremem-lhe as pernas. O medo invade-a e desata a correr para casa e a única coisa que pensa é chegar a casa para não ser mais uma na lista de nomes de mulheres que não regressam.” Esta é a frase mais contundente do pasodoble cujo vídeo se tornou viral, cantado pelos Niños Sin Nombre no concurso de coplas de Carnaval de Cádiz. Composto por Antonio Pérez Fuente Piru e Sergio Guillén El Tomate o grupo chama a atenção para a prática de lançar piropos que são muitas vezes ofensivos para as mulheres. “Escucha un momento, machito de turno, el mundo ha cambiado y te toca callar”, dizem, e a mensagem não podia ser mais incisiva numa Andaluzia (e em grande parte do sul da Europa) onde impera uma forte cultura machista. Colocar o dedo em algumas feridas foi uma constante na actuação destes rapazes de Cádiz e em cuja actuação não passou também despercebida a tragédia dos meninos que morrem a tentar atravessar o Mediterrâneo. Mas o tema mais forte é este “Escucha un momento”, cujo vídeo aqui reproduzimos, e que neste dia Internacional da Mulher dedicamos às mulheres de todo o mundo.

Carlos Tomé Sousa

Leave a Reply

Your email address will not be published.